segunda-feira, 3 de abril de 2017

O Desejado de Todas as Nações



Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigénito, para que todo aquele que n'Ele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.
João 3:16

Neste livro, a autora apresenta a Jesus como a Plenitude da Divindade, o infinitamente misericordioso Salvador dos pecadores, o Sol da Justiça, o clemente Sumo Sacerdote, o Médico de todas as moléstias e enfermidades humanas, o terno e compassivo Amigo, o Companheiro constante, dedicado e sempre presente, o Príncipe da Casa de Davi, o Escudo de Seu povo, o Príncipe da Paz, o Rei Vindouro, o Pai da Eternidade, o cumprimento dos desejos e esperanças de todos os séculos. 


O livro descreve de maneira maravilhosa o plano da redenção e o papel de Jesus Cristo nesse plano, bem como nos conta detalhes esclarecedores da vida do maior de todos os mestres.

Entranhando-nos no cenário cultural do período e da nação judaica, em que Jesus nasceu, entendemos mais facilmente o significado das suas palavras e ações, embora sempre atuais e eficazes para todos os séculos e povos, tão somente sejam aceites.

Mais não me alongo que corro o risco de alguém achar que estou em fase de evangelismo, ou pode alguém dizer como um determinado comentador disse há uns anos : ler com cuidado porque este livro indica-nos as doutrinas da igreja adventista do 7º dia.
Eu acrescentaria: ler com cuidado porque este livro indica-nos as doutrinas bíblicas e a igreja adventista segue-as.

Tinha que fazer este aparte, uma vez que a autora era Adventista do 7º Dia.

Felizmente, também houve um comentador que disse: o maior caso de amor já visto pelos mortais.

Só lendo, que palavras leva-as o vento e cada um deve concluir de si mesmo e não do que os outros opinam.

Sem comentários: